Curso - Aplicando na Prática O Jeito Disney de Encantar Clientes - 25ª Edição - 29 de Novembro de 2018

Aprenda a Metodologia da Disney e aplique-a na prática na sua empresa. Workshop baseado no livro “O Jeito Disney de Encantar Clientes”.

Saiba Mais

Curso - Lições de Criatividade Estilo Disney/Pixar - 10ª Edição - 30 de Novembro/2018

Aprenda como Aplicar as Lições de Criatividade e Inovação para sua empresa. Inspire-se com as práticas mais inovadoras do mercado.

Saiba Mais

Faça os cursos da Lederman Consulting & Education tendo Orlando como cenário

Invista em você com os Cursos de Excelência e Criatividade! Você irá desenvolver suas competências e vivenciar a realidade dos serviços turísticos de Orlando.



Saiba Mais 

Uma tempestade perfeita

Por David Lederman, cobrindo, especialmente para a Consumidor Moderno, a 86ª Conferência Anual da DMA, Direct Marketing Association – 12/15 de outubro de 2003. O Presidente e CEO da DMA, Robert Wientzen, na sua palestra de abertura, sem meias palavras, disse que “este ano tem sido o ano mais difícil em toda a história da Associação”. Mas que também se enfrentava uma “tempestade perfeita de oportunidades”. Após surgir de dentro de uma caixa, trocando de lugar com a bela assistente do mágico – talvez uma metáfora devido à fase por que passa a indústria do marketing direto, com mais regulamentação, spam e um desempenho modesto da economia americana. Iniciamos aqui uma série de artigos que visam trazer aos nossos leitores um resumo do melhor da Conferência de Orlando, na Flórida. Virtualmente a conferência mundial do marketing de relacionamento ou marketing direto. Vamos começar com a visão estratégica do que estava acontecendo na época nos Estados Unidos, baseados no discurso do Senhor Wientzen. Nos próximos artigos destacaremos algumas das discussões técnicas lá realizadas. Veja só: A Economia Americana e o Marketing Direto 2003 foi o terceiro ano de uma economia desaquecida e que não estava sendo fácil para os marketeiros e seus fornecedores. A DMA conduziu pesquisas de quatro em quatro meses onde foi reportado um índice que, de uma maneira geral, mostra toda a performance da indústria. Numa escala de 1 a 100 – sendo 1: “os negócios não poderiam estar piores” e 100: “os negócios não poderiam estar melhores”, temos: • Comparando o período de setembro a dezembro de 2003  com o de 2002, foi obtido, em termos de... ler mais


Organização e Promoção dos eventos e cursos do Disney Institute

 

— Cursos oficiais no Brasil
— Cursos oficiais em Orlando
— Eventos “In Company” no Brasil e exterior
— Consultoria e treinamento baseados no livro
— “O Jeito Disney de Encantar os Clientes”

WORKSHOP            MAIS SERVIÇOS


Escola

MBA em Excelência de Serviços com módulo internacional em Orlando/Disney – 2016

SAIBA MAIS

Consultoria e Treinamento Empresarial

Mais de 20 anos de experiência para a garantia de excelentes resultados para sua empresa. Nosso lema é “resultados práticos na conquista e gestão de clientes” onde mesclamos os últimos desenvolvimentos acadêmicos com as melhores práticas do mercado.

SAIBA MAIS

 Educação Corporativa

Somos referência em Educação Corporativa, já formamos mais de 10.000 profissionais

SAIBA MAIS

Vendas e Área Comercial

Acelerando e melhorando a performance
da sua força de vendas

SAIBA MAIS

Palestras Motivacionais

Mais de 400 palestras, cursos e workshops
para empresas no Brasil e no Exterior.

SAIBA MAIS


Consulta Completa

Quer uma Consulta Completa?
Veja o que a Lederman pode oferecer para você!

Solicite Aqui


Artigos

O que os consumidores sentem ao ler o seu e-mail

Num recente estudo de benchmark da SOCAP americana (Society of Consumer Affairs Professionals) tivemos uma constatação bem preocupante: Clientes muito insatisfeitos, com uma resposta por internet propagam sua experiência para quase o dobro de pessoas em comparação a um grupo equivalente que tenha reclamado por telefone. Concluímos então que é chegada a hora de prestar mais atenção ao que está acontecendo após a saída dos seus e-mails. As reclamações ao telefone podem ser monitoradas. E, assim, ouvimos as reações do cliente, mas não há como fazê-lo quanto à leitura de e-mails. Como saber se as nossas mensagens estão trabalhando a favor ou contra nossa empresa? Devemos admitir que, algo que seja aceitável para nossa equipe, pode estar, de fato, ofendendo o nosso cliente. Mesmo que não seja esta a nossa intenção, isso acontece muito. Você mesmo pode ter experimentado essa sensação ao receber algum e-mail interno da organização ou de amigos. O tom de uma mensagem pode ter mais força que seu conteúdo. Você provavelmente está pensando: “mas eu não posso me dar ao luxo de checar cada e-mail que enviamos quanto ao tom e efeito”. Mas é possível fazê-lo de forma econômica, seguindo algumas dicas: Faça uma amostragem de seus e-mails e analise os seguintes fatores: foco no cliente, estilo e tom e credibilidade. Foco no cliente Aqui começamos pelo prazo de resposta, que hoje em dia é recomendável que seja de um dia útil. Depois contamos quantos “nós” e “você” utilizamos. Em seguida, verificamos um balanço ideal para que o consumidor sinta que realmente nos preocupamos com ele. É importante evitar o legalês e os jargões internos.... ler mais

Nossos Clientes