Tenho recebido de vários ex-alunos e amigos um vídeo da Frozen que viralizou mostrando a música tema “Let it go!” em várias línguas, mas com cantoras com o mesmo tom de voz.

Se você ainda não viu ou quer revê-lo, clique no link abaixo:

 

 

Por que a Disney faz isso? Para garantir que a experiência do seu cliente, em qualquer parte do mundo, seja a mesma que a original projetada nos estúdios dos EUA. Poderiam ter escolhido uma cantora local com uma bela voz e para a dublagem e já estaria bom, não?

Claro que não! É este o segredo do sucesso e da excelência Disney: atenção aos detalhes, além de paixão e obsessão pela experiência do cliente. Assim, a emoção gerada pela cena deve ser a mesma em todos os países! Ou seja, vou tratar meu cliente chinês da mesma maneira que o americano em termos de experiência.

Como vimos no Curso, isso também foi feito no Rei Leão. A cantora brasileira que tinha o mesmo timbre e o mesmo tom de voz da americana foi escolhida entre 2.000 candidatas!

Confira o vídeo:

 

 

Excelência dá trabalho, talvez custe mais, mas recompensa.

Vejamos alguns dos resultados dos estúdios Disney:

Segundo a revista The Economist, “Cinderela” (2015) fez US$ 535 milhões de receita com um orçamento de US$ 95 milhões. Enquanto “The Jungle Book (Mogli: O Menino Lobo)” (2016) arrecadou US$ 963 milhões com um orçamento de US$ 175 milhões. O orçamento de marketing e produção de US$ 300 milhões de “A Bela e a Fera” (2017), estrelado por Emma Watson, tornou o musical o mais caro de todos os tempos. Foi o filme de maior bilheteria do gênero, chegando a faturar US$ 1,2 bilhão em ingressos.

De acordo com a “Hollywood Reporter”, a Disney tem sido o estúdio mais lucrativo nos últimos quatro anos, arrecadando mais de US$ 7 bilhões nas bilheterias mundiais em 2016 e 2018. O preço de suas ações aumentou mais de 150% desde 2012.

Em 2019 teremos Dumbo, Aladdin e o Rei Leão. Portanto, façam suas apostas quanto à excelência e ao retorno sobre o investimento!

excelência disney

David Lederman é presidente da Lederman Consulting & Education e organizador dos Workshops Oficiais do Disney Institute no Brasil.
 
Fundador da Escola Nacional de Qualidade de Serviços (ENQS) e Professor de Pós Graduação no curso Gestão de Processos e Serviços da Fundação Vanzolini.
 
Para saber mais sobre Qualidade de Serviços Disney e Inovação e Criatividade Empresarial Pixar, veja nossos cursos presencias no Brasil e em Orlando: Clique aqui

Aplicando o Jeito Disney de Encantar Clientes: 14 de março de 2019

Lições de Criatividade Estilo Disney/Pixar: 15 de março de 2019

banner-horizontal